copyright © Nathalia Favaro 2018

Para seguir sem olhar para trás
.
Que a destruição comece, e que seja de dentro, que ela venha com a percepção dos olhos, com algo que nunca foi visto.
.
De onde podemos ver, arrancar e perceber e assimilar? Mais do que convidar, mais do que aceitar, mais do que admitir, mais que se redimir, mais que saber do privilégio, mais do que citar paridades. Fazer parte ao perceber a ignorância. O que não se pode ver, saber e negar? Que os corpos são múltiplos e múltipla é a inteligência.
.
Que o que é coletivo pode ser estrutural e o que é estrutural pode ser refeito por dentro e por fora. E quem está dentro?
.
Aqui dentro artistas, fazendo sua arte para nós, o público. Que seja assim, que as categorias sejam das inteligências, das linguagens, das vistas de perto.
.
Uma exposição. É para ser levada a sério, é para ser vista muitas vezes, é para contar para todas as pessoas, é para star com todas as pessoas, é para perceber que tem alguma coisa ali que não tinha antes. É só para ser arte. .
.
COMISSÃO DA FRENTE
Keyna Eleison, Pablo León de La Barra e Yhuri Cruz

 


To continue on without looking back
.
Let the destruction begin,and from within, let it come through the perception of eyes, with something that has never been seen.
.
From where we can see, pull, perceive and assimilate? More than inviting, more than accepting, more than admitting, more than redeeming, more than knowing the privilege, more than quoting parities. To be a part of perceiving ignorance. What can't you see, know and deny? That bodies are multiple and multiple is intelligence.
.
What is collective can be structural, and what is structural can be remade from within and without. And who is inside?
.
Artists inside here, creating their art for us, the public. Let it be so, that the categories be of intelligences, of languages, of close looks.
.
An exhibition. It is to be taken seriously, it is to be seen many times, it is to be talked about with everyone, it is to ‘star’ with everyone, it is to realize that there is something there that wasn't there before. It's just there to be art.

COMISSÃO DA FRENTE

Keyna Eleison, Pablo León de La Barra e Yhuri Cruz